Primeiro curso de moda afro indígena é uma experiência de aprendizado decolonial, que apresentará a história da moda brasileira do séc XVI ao XXI centrada em saberes, fazeres e tecnologias africanas e indígenas, através de um corpo docente composto por indígenas e afro descendentes especialistas.

 

Facilitadora:  Julia Vidal / Dilmar Puri

Julia Xavante / Érica Portilho

Público: estudantes e profissionais da moda/design/artes em geral/ empreendedores do segmento da moda afro indigena / educadores interessados na moda decolonial e sustentável / empresas que buscam implementar a diversidade e sustentabilidade em suas práticas / centros culturais ou instituições de ensino que oferecem cursos diferenciados.

Formato: 14 vídeo aulas (3 módulos) + 3 rodas de conversa + Material de apoio convencional e decolonial + Avaliação com troca de saberes entre os participantes

Valor: 299,00 à vista (depósito em conta santander ou BB) ou à prazo R$359,00

INTRODUÇÃO AO CURSO
 

Módulo Afro indígena
Facilitadora: Julia Vidal

1. Ritual de início

2. O indígena não estava nu: produções e tecnologias ancestrais indígenas e o Indianismo, como pensamento social no séc XIX

3. Identidades africanas no Brasil: Africanos chegados no Brasil, vestimentas e formas de representação na diáspora

4. Um padrão de beleza brasileiro: pensamento social brasileiro e conceito de beleza implementada pela Eugenia no séc X

5. Criações de modas à brasileira: indumentárias, hibridismo cultura

6. Um conceito de beleza, a mestiçagem no Brasil: estética e pensamento social brasileiro do final do séc XX, a democracia racial.

5. Moda política: movimento black power, afro futurismo e pensamento

pan africanista no Brasil.

Módulo África
Facilitadora: Érica Portilho


1. Ritual de início
2. Cosmovisões africanas e matriarcado
3. Cosmovisões africanas e matriarcado
4. Arte e estética da Yorubaland

5. Arte e estética da Yorubaland
 

Módulo Indígena

Facilitadora:


1. Ritual de início
2. O que é ser índio?
3.  Cosmovisões indígenas:
Visões de mundo e diversidade dos povos originários brasileiros

4. Arte e culturas indígenas: grafismo, ancestralidade e beleza, conceitos em choque com a cultura euro americana
5.  Arte e culturas indígenas: tecnologias ancestrais nas mais diversas formas de tecer


+ 3 rodas de conversa com revisão de conteúdo com os professores do curso e troca de saberes entre alunos

+ Materiais de apoio: seleção de leituras, palestra e vídeos que apresentam o conteúdo em formato de livro vivo, que são pílulas de conhecimento que apresentam o acervo de produções têxteis e de arte dos povos originários pelos professores. A história apreendida nas aulas gravadas, ganham ainda mais vida quando apresentadas através de objetos/vestes e tecidos produzidos pelos povos originários e que fazem parte do nosso acervo.

ied_08_dd2017.jpg
  • ICONES-08
  • ICONES-07_edited
  • Instagram

Entre em contato!

  • seta-02
  • Preto Ícone Instagram
  • ICONES-07_edited
  • ICONES-08